domingo, 13 de janeiro de 2013

A Estranha Vida de Timothy Green (2012)

Comecei a assistir esse filme sem nem saber o título e muito menos a história, no final, acordei minha namorada que estava do meu lado dormindo, e chorando contei a história do filme pra ela, em plena madrugada. Valeu a pena. Tudo nesse filme é tão doce, tão puro, não mais puro que o próprio Timothy, mas me tocou muito em todas as lições que você consegue extrair conforme o filme e os atores vão se desenvolvendo. Ótimas atuações e ótima fotografia. Tempo muito bem gasto.


Sinopse:
Um casal sem filhos enterra uma caixa no seu quintal, contendo todos seus desejos do que eles querem em um filho. Assim, nasce uma criança, porém, Timothy Green não é o que aparenta ser.

domingo, 6 de janeiro de 2013

De Pernas pro Ar 2 (2012)

Escolhi assistir esse filme no cinema hoje depois de comparar a lotação na sessão, pelo que vi, "De Pernas pro Ar 2 (2012)" estava bem mais procurado que "As Aventuras de Pi (2012)", que no caso era minha segunda opção. Pois bem, não me arrependi da escolha. O filme cumpre totalmente a função, que é fazer rir. Cheguei até a perceber que duas cenas do filme podem ter sido copiadas, como a ideia do restaurante de "Uma babá quase perfeita (1993)" e do vibrador de "A verdade nua e crua (2009)". Recomendo como uma boa comédia, talvez até sendo melhor que o primeiro filme.



Sinopse:
Alice (Ingrid Guimarães) aparece mais rica e poderosa, resultado do sucesso do Sexy Delícia. Entretanto, manter-se no topo causa mais estresse e ansiedade do que chegar até ele. Ela está com cada vez menos tempo pro marido, para o filho adolescente e pra si mesma. E agora? Será que o casamento vai suportar a pressão?


Sinopse:
Alice (Ingrid Guimarães) é uma mulher de 30 e poucos anos, casada com João (Bruno Garcia), mãe de um filho e muito bem-sucedida profissionalmente. Alice é uma típica workaholic, que tem no trabalho o seu maior e único prazer. Por outro lado, sua vida pessoal não existe: afetividade zero, libido zero, vida pessoal zero. E se faltam afetividade e sexo na vida de Alice, sobra no apartamento de sua vizinha, a estonteante Marcela (Maria Paula). Uma verdadeira expert no assunto, Marcela é dona de uma sex shop e sabe tudo quando o tema é a busca do prazer. Como nas típicas comédias de erros, a vida de Alice e de Marcela vão se cruzar e ambas sofrerão grandes transformações a partir desse encontro.


sexta-feira, 4 de janeiro de 2013

Branca de Neve e o Caçador (2012)

Adorei as várias mudanças que fizeram na história, todas se encaixaram perfeitamente! Me ganhou de vez com os efeitos especiais. Muito melhor que "Espelho, espelho meu (2012)" que nem a Julia Roberts estrelando como a rainha malvada conseguiu salvar.


Sinopse:
Em Snow White and the Huntsman, o caçador (Hemsworth) é contratado pela rainha má Ravenna (Theron) para encontrar a enteada dela (Stewart), mas quando descobre que a rainha quer, na verdade, matar Branca de Neve, ele a ajuda a escapar.
Os anões que ajudam Branca de Neve, desta vez, são oito - e têm nomes de imperadores romanos: Ian McShane (César), Eddie Izzard (Tibério), Bob Hoskins (Constantino), Toby Jones (Cláudio), Ray Winstone (Trajano), Eddie Marsan (Adriano), Steven Graham (Nero) e Nick Frost (Augusto).



Sinopse:
O filme, descrito como uma aventura cômica, começa com a madrasta de Branca de Neve matando o pai dela e destruindo o reino. A heroína precisa, então, se unir a sete anões dispostos a brigar para reclamar os seus direitos.

quarta-feira, 2 de janeiro de 2013

Peter Pan (2003)

Para iniciar, nada melhor que um dos filmes que deixou marcada minha infância assistindo TNT aos sábados de manhã, durante as famosas matines. O filme que fez a melhor versão de Peter Pan até hoje na minha humilde opinião. Ótimo pra quem gosta de fantasia, e para aqueles que fecham suas mentes em Duro de Matar e qualquer outro filme de ação, tenho apenas uma dica: passe longe! Bom divertimento!


Sinopse:
Uma história assombrosa de aventuras, descobertas e sonhos, Peter Pan vem emocionando as platéias de todo o mundo desde a sua Estreia nos palcos teatrais de Londres há 100 anos. A fábula clássica do menino que não queria crescer – e da menina cuja família insiste para que ela cresça – nunca havia sido levada em toda a sua grandiosidade às telas. Até agora.